conto colombiano

 

Consegui chegar a um lugar onde a caretice antitabaco vence qualquer babaquice que já presenciei com relação ao cigarro.

 

Sogamoso, uma cidade pequena, um pouco bucólica e onde gritam em silêncio: 

 

“Quero fumar!”

 

Os cafés comportam mesas de madeira da cor escura e também há praças típicas que parecem confortar famílias previsíveis. Sabem a que me refiro. Não?

 

Aquelas famílias onde ser um indivíduo não é possível. Onde se é jogado no mundo e deve-se aceitar a comunidade com que o destino lhe presenteou. Com valores que são aprovados e reprovados em festas de comemoração anual, mensal, quinzenal, porém, jamais oral, anal. Sabem a que me refiro. Não?

 

Meus dedos tremem ao escrever. O sol é perfeito lá fora com ruas e estradas perfumadas pelo vento frio que nos aquece e clama por cigarros.

 

Eu observo os velhos conterrâneos se doando às leis do político e do correto. Ainda assim, acredito que foram velhos fumantes de muitos cachimbos que hoje os colecionadores buscam nos sebos. Esse é o crédito local.

 

As mulheres não usam saias. Bom, embora saiba que saia, outrora símbolo da feminilidade e da mulher recatada, hoje não é. Inclusive nas capitais se converteu no símbolo da sedução. Por que não símbolo da mulher depravada? E se te faltam modos por alguns segundos, veem a tua calcinha. E para quê usar saias se existem calças compridas? Sabem a que me refiro. Não?

 

E aqui estou, sentada em um café-bar qualquer, com um delicioso café feito com água de panela, vestindo saia; por hora aparece minha calcinha e não tenho cigarros.

 

 

 

 

 

 

M18M: Por quais mares já navegou? 

 

Susy Poesia Savedra: Professora do maternal ao 5º ano, atriz formada pelo curso técnico “Sopro do Ator”, pesquisadora de jogos lúdicos, inteligências múltiplas e expressões artísticas. Estudante de Letras do curso superior da UFF(CEDERJ). Formada em Espanhol pelo Instituto Cervantes do RJ. Poetisa, atuante em eventos como recreadora, como modelo vivo em Ateliers. Integra duas coletâneas de poesia, "Lar" da Editora Multifoco e "Baseado na estrada" da Editora Costelas Felinas, além do E-book "Natureza" promovido por um site português.Ganhou dois prêmios como intérprete, um referente ao concurso da Casa da Espanha, em 2014, e, em 2016, promovido pelo Cederj de Nova Friburgo. Acredita na integração latino-americana e prepara um livro de poesias bilíngue.Colabora pro Jornal Inverta e pra dois sites de entretenimento e cultura: Woo Magazine e Um olhar.

 

  

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Projeto SAMAMBAIA © Todos os direitos reservados. São Paulo / Brasil. 2017.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now