mastigo mestiço

 

Eu falo mano e tipo.

Tô ligada que não é bonito.

Não condiz com a expectativa

de uma moça branca diplomada.

 

Acontece que isso é casca.

No fundo sou índia bastarda,

neta de uma Amazônia farta.

Mulheres cansadas de enxugar lágrimas.

Mas o rio não secou.

 

Do lamento fez-se graça.

Aqui não tem vítima,

basta.

Arco e flecha na mão,

só fala se for dizer com o coração.

Eu não vejo cara,

quem me inspira é seu pulmão.

 

 

 

 

M18M: Por quais mares já navegou?

 

M de Mayo: Navego no mesmo mar de todo mundo, no mar que é todo dia levantar e viver. 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Projeto SAMAMBAIA © Todos os direitos reservados. São Paulo / Brasil. 2017.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now