esquecida

 

 

De dia, gritaria, correria

Já é noite, todos se vão

Vai mais um, fico aqui

Eles me olham

Olhos grandes e que dizem “vai ficar”

Quero ir, ninguém vem

Ela diz, quem virá?

Eu não sei! Preciso ir, mas pra onde?

“Que absurdo!” Sussurra a moça

Ninguém atende, diz o moço

Tenho fome, tenho medo!

No telefone, ouço a voz: “tá aqui ainda”

Ninguém se importa, todos pensam.

Estão certos? Eu não sei!

Mudaram, me deixaram?

Vem a moça, vão me levar

Eu espero

Que ela leia em meus olhos

Que não quero mais voltar

Mais esta é a sina da menina esquecida

Até o dia, que já mulher e decidida,

As próprias pernas

Outros caminhos

Decidir andar

 

 

 

 

 

 

 

 

M18M: Por quais mares já navegou?

Mulher Maravilha: "As águas do Mundo" de Clarice Lispector

  

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Projeto SAMAMBAIA © Todos os direitos reservados. São Paulo / Brasil. 2017.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now